Buscar
  • webelosocial

A CRIAÇÃO DO PROJETO SOCIAL DO CIDADÃO



O idealizador do projeto Social do Cidadão, foi Jomateleno dos Santos Teixeira, diretor presidente da CESB – Confederação do Elo Social Brasil.


A ideia nasceu após a implantação dos Cursos Vivenciais, vez que percebeu-se a urgência que nosso país tinha para com o fortalecimento da instituição familiar que ao longo dos anos foi se desagregando.


O Brasil atravessa uma fortíssima crise das estruturas familiares e a continuar da forma que está, em breve não teremos como conviver em sociedade.

De forma equivocada, o estado passou a ser o responsável pela educação, quando na realidade os responsáveis pela educação são os tutores originais, ou seja, pai e mãe, avós maternos e paternos e demais parentes de primeiro e segundo grau.




Esta sequência está amparada em lei e é usada para fins de adoção ou tutela de menor, bem como para casos de herança com menores de idade envolvidos.

Com a queda na qualidade do atendimento de conflitos familiares por parte do estado, estamos tendo um verdadeiro surto de violência doméstica que vem atrelada ao aumento de criminalidade por falta de presença dos verdadeiros tutores ou quem venha a substitui-los a altura já que o estado não pode ser onipresente.


No início do ano de 1994, começaram-se os primeiros atendimentos às famílias em estado de vulnerabilidade que teve o nome de “Ponto de Equilíbrio” e mais tarde depois da criação do Elo Social, foi batizado de projeto “Social do Cidadão”.

87 visualizações2 comentários

 Diretoria de implantação de projeto: Endereço: Rua Cecília Bonilha 145

Instituição responsável: Confederação do Elo Social do Brasil

São Paulo (Capital) - Telefone: +55 (11) 3991-9919

"Movimento Passando o Brasil a Limpo".

© 2019 - Todos os Direitos Reservados